Segunda, 11 Maio 2020 12:36

PLANO DE CONTINGÊNCIA MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO À DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2020 (COVID19)

Publicado por
Avaliar
(0 Votos)
© 2020 PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MAMORÉ / SEMUSA © 2020 PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MAMORÉ / SEMUSA © 2020 PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MAMORÉ / SEMUSA
              Em dezembro de 2019, houve um surto de pnemonia de causa desconhecida na cidade de Wuhan, província de Hubei na China, cujos principais sintomas: febre, dispnéia, dor, ifiltrado pulmonar bilateral. Sendo montado uma equipe de investigaçãodo CDC Chinês com epidemiologistas e virologistas. Em 07 de janeiro de 2020 as autoridades chinesas identificaram um novo tipo de Coronavírus.
                Em 30 de janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) em razão da disseminação do Coronavírus, após reunião com especialistas. No dia 03 de fevereiro de 2020, o Ministério da Saúde declarou Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) em decorrência da infecção humana da doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19), através da Portaria MS n° 188, e conforme Decreto n° 7.616, de 17 de novembro de 2011. A Portaria MS n° 188 também estabeleceu o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-nCoV) como mecanismo nacional da gestão coordenada da resposta à emergência no âmbito nacional, ficando sob responsabilidade da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS) a gestão do COE- nCoV.
              Em 11 de Março de 2020 a Organização Mundial de Saúde (OMS) declaroua pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars- Cov-2). Neste sentido apresentaremos neste plano as intervenção, as quais citamos:
Três níveis de ativação compõe este plano de contingência: Alerta, Perigo Iminente e Emergência em Saúde Pública. Cada nível é baseado na avaliação do risco do Coronavírus e o impacto na saúde pública.
Questões importantes são consideradas nessa avaliação:
  1. Transmissibilidade da doença: Como seu modo de transmissão;
  2. Propagação geográfica do COVID-19 entre humanos e animais;
  3. Gravidade clínica da doença: Complicações graves, internações e
mortes;
  1. Vulnerabilidade da população: Incluindo imunidade pré-existente,
grupos- alvo com maiores taxas de ataque ou maior risco de graves doenças;
  1. Disponibilidade de medidas preventivas: Vacinas e possíveis tratamentos.
               O Departamento de Vigilância em Saúde (SVS/MS) destaca que, até o momento, fatos e conhecimentos sobre o COVID-19 disponíveis são limitados. Há muitas incertezas, as taxas de letalidade, mortalidade e transmissibilidade não são definitivas e estão subestimadas ou superestimadas. As evidências epidemiológicas e clínicas ainda estão sendo descritas e a história natural desta doença está sendo construída.
              O risco será avaliado e revisto periodicamente pelo Ministério da Saúde, tendo em vista o desenvolvimento de conhecimento científico e situação em evolução, para garantir que o nível de resposta seja ativado e as medidas correspondentes sejam adotadas.
  • Alerta: Corresponde a uma situação em que o risco de introdução do COVID-19 no Brasil seja elevado e não apresente casos suspeitos.
  • Perigo Iminente: Corresponde a uma situação em que há confirmação de caso suspeito.
  • Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN): Situação em que há confirmação de transmissão local do primeiro caso de Coronavírus (COVID- 19), no território nacional, ou reconhecimento de declaração de Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
  • Estas situações configuram condições para recomendação ao Ministro da Saúde de declaração de ESPIN, conforme previsto no Decreto nº 7.616 de 17 de novembro de 2011 que dispõe sobre a declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional – ESPIN. Destaca-se aqui, a publicação da Portaria nº 188, de 03 de Fevereiro de 2020 a qual: “Declara Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN), de decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus(2019-nCoV)”.

 

Portal CORONA VÍRUS da Secretaria municipal de Saúde de Nova Mamoré - RO.